Vivemos e viveremos… sempre!

Vivemos e viveremos… sempre!

Carlos de Hollanda

 

Vivemos, e viveremos sempre! A interação entre os dois supostos planos é constante nos tempos. E são supostos dois planos pois, em verdade, encontram-se mesclados entre si. É certeza que o Plano Espiritual convive em totalidade conosco, os atuais encarnados. Seja nas reuniões em Centros Espíritas, influenciando nossas vidas, junto a nós quando em oração ou vagando ainda confusos após seu desencarne.

E, no chamado treinamento para nossa passagem, durante o sono, deslumbrados, visitamos, agimos e nos confortamos no encontro com parentes e amigos que já não sofrem a vida física. Assim, diz-se que morremos um pouco em cada noite. Ou, posso dizer, revivemos!

Mensagem em Vídeo - Como é a vida no mundo espiritual? (Esclareça as principais dúvidas sobre a vida nas colônias espirituais)

Pois a verdadeira vida é a do Mundo Maior. Sim, existem os sonhos caracterizados como pesadelos. Contudo também neles encontramos material de aprendizado, assim também como ensinamentos junto a Espíritos infelizes. Portanto, sabedores de que o desencarne é a única certeza que temos, e que a vida seguirá em natural sequência depois dele, por que temermos a Esperada Senhora? Ainda mais nós, seguidores apoiados na Doutrina! Por nossos estudos, sabemos que praticamente já vivemos nos dois planos!

A Veneranda Joanna de Ângelis, acerca da imortalidade da alma e da evolução dos espíritos, já nos informava que:

Nada perece, pois que tudo se encontra em movimento, mesmo que não perceptível, rumando em direção do finalismo que lhe está destinado, e deve ser alcançado a esforço pessoal, o que representa, no conceito do Evangelho de Jesus, a conquista do Reino dos Céus. Assim sendo, não existe a morte, a destruição, no que diz respeito ao aniquilamento, mas sim contínuas transformações dentro de um esquema adrede traçado, no qual a presença do que se denomina caos faz parte do processo.

 

Quanto mais nos aprofundemos nos livros, nos vídeos, aulas e pesquisas, mais se nos torna deslumbrante o Mundo Espiritual! E por que é chamado de Mundo Maior? Porque nele, nossos recursos de vida tornam-se de uma amplitude cada vez maior. As liberdades de ação, de conhecimento, de poderes mentais progridem em relação a nossos estudos e melhorias espirituais. E aqueles que nos precedem no estágio espiritual consigo levam um pouco de nós, de nossa alegria, de nosso convívio, como se partes nossas com eles fossem.

A vida dos animais depois que morrem também continua no plano espiritual, assim como a nossa, sendo recebidos e cuidados por espír… | Espiritualidade, Animais, Vida

Pensando assim, já estamos parcialmente com eles e nossa alegria aumentará enormemente quando nos encontrarmos ao fim desse nosso estágio aqui no planeta. E voltaremos, é certo, em nova encarnação pela certeza de que a vida sempre continua. Voltaremos mais evoluídos, mais fraternos, mais cristãos!

E como disse nossa querida Yvone do Amaral:

Que se estanquem as lágrimas da saudade à beira das sepulturas; que serene o desespero no coração das mães diante do esquife de um filho que não mais sorri; que se levante a fronte do ancião, cujo desânimo só tem a morte por finalidade. Para aquém do túmulo existe, é real, é infinitamente mais intensa e positiva, a vida com que o Criador nos dotou, vida que nos cenários terrenos tão curta e tão angustiosa nos parece! O ser humano sobrevive em Espírito, em inteligência e vontade, após a corrupção da morte, que nada mais é do que a transição de um estado anormal — o de encarnação — para o estado normal e verdadeiro –  o espiritual!

Que possamos a todo momento nos lembrarmos de que a verdadeira vida é a espiritual e que todos, sem exceção irão se reencontrar e seguir sua jornada rumo a evolução.

 

REFERÊNCIAS

KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. 2a. edição. Rio de Janeiro: CELD, 2012.

PEREIRA, Yvonne do Amaral. Ressurreição e Vida. Apresentação. 12a. edição. Brasília: FEB, 2014.

Ângelis, Joanna.Mensagem psicografada pelo médium Divaldo Pereira Franco na sessão mediúnica do dia 27 de agosto de 2020, na Mansão do Caminho, em Salvador, Bahia. Disponível em: https://mansaodocaminho.com.br/

Deixe uma resposta

Translate »