CARIDADE

Autor: MALAGHINI, Heron.

O homem de posses tem obrigação moral de ajudar, porém o homem necessitado não tem o direito de ficar passivo aguardando inerte ajuda. Cruel seria o coração do homem que não se abala em seu intimo ao ver uma criança do auge da inocência de seus poucos anos, trabalhando ao invés de gozar sua infância, vendo homens fraquejando em uma capital onde reina o frio, pedindo moedas tremendo e batendo os dentes sem ter o que comer. Sim irresponsável também seria o homem que vendo seus filhos sofrerem não buscasse imediatamente um trabalho para garantir o sustento de seus rebentos. Louco seria o homem que optasse pela vida fora do labor a fim de viver de migalhas monetárias provindas da caridade dos homens abastados ou do esforço político do Estado.

Você que se julga um herói por doar dinheiro a instituições ou aos maltrapilhos que te cruzam o caminho, saiba que nada de mais fizeste, ainda que praticando o bem, levando um alento a quem sofre não fizeste nada mais que sua obrigação moral, a caridade financeira é a mais simples das ações que podemos nomear por caridade. Aquele que a pratica e ainda se utiliza de tal atividade para vangloriar-se, ostentando assim seus feitos, divulgando sua atitude benigna de diversas formas nesse mundo onde tudo é exposto nas redes sociais, promovendo assim sua imagem de homem bom e a miséria daquele que recebe de ti o pão.

Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus. Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita;Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente. (Mateus 6:1-4)

A verdadeira caridade é muito mais que doar dinheiro, para um homem rico doar dinheiro não é nada. Mais do que doar dinheiro é preciso se doar em prol do bem estar da sociedade, do nosso país, doar seu tempo edicando-se a trabalhos voluntários sem remuneração com intuito de levar bem estar aos que precisam.

Precisar também não é exclusividade monetária quantos não são os homens que providos de bens matérias sofrem de diversos males tão graves quanto à miséria, tais como a loucura, doenças mentais, físicas, doenças da alma como tendências suicidas. Assim diversas são as maneiras de se praticar caridade sem que seja a monetária já vulgarizada nos dias de hoje. Um sorriso, um abraço, um bom bate papo com quem vive em solidão muitas vezes sem a família que por diversos motivos não se faz presente. Caridade também é não responder com ofensa aquele onde se destaca a ignorância, muitas vezes respondemos colericamente a atitudes discordiáis no transito, por exemplo, assim onde somos melhores que estes que saem por ai a gritar palavrões e açoitar semelhante por onde andam?


É nossa atitude moral comportamental que fará da religião cristã um destaque, o simples fato de ser cristão não nos torna melhores que ninguém se não praticarmos os ensinamentos que recebemos nas reuniões, nas igrejas, na catequese somente assim poderemos dizer felizes que pertencemos a tal religião, pois a estudamos, seguimos e principalmente nos esforçamos para colocar em pratica seus ensinamentos nas ruas, no trabalho e no lar onde se encontra a célula mater da sociedade a família

A religião e seus ensinamentos através da conduta ética moral cristã pode contribuir e muito para o avanço da sociedade nesse sentido. O homem que pratica uma religião a estuda e vive sua realidade não pode alegar ignorância de tais procedimentos. A vida nos apresenta todos os dias inúmeras oportunidades de se praticar a caridade e de se mostrar um homem cristão, cumprimente um gari o chame de senhor, trate-o com mais urbanidade do que se tratasse um doutor ou uma autoridade. Crie seus filhos para serem educados e bons evitando assim que pratiquem o mal para os outros, Seja gentil no transito, sempre que for preciso seda a vez, aguardar alguns minutos a mais não vai fazer diferença. De emprego e um
salário justo para aquele homem que esta em seu bairro desempregado e com filhos para manter na escola. Doe bons livros.


Quando for orar não se esqueça de pensar nestes homens que precisam de ajuda, não se esqueça de pedir por sua cidade, sua paróquia seu país.

O AMOR, síntese de toda vida de Cristo Senhor, faz com que cada pessoa
com coragem e generosidade se comprometa com a justiça e a paz ao
aderir ao projeto que Deus tem. É sensibilizada e levada a amar a todos, da mesma forma que Deus a amou: “Todos os homens sentem o impulso
interior para amar de maneira autêntica: amor e verdade nunca
desaparecem de todo neles, porque são a vocação colocada por Deus no
coração e na mente de cada homem. Jesus Cristo purifica e liberta das
nossas carências humanas a busca do amor e da verdade e desvenda-nos, em plenitude, a iniciativa de amor e o projeto de vida verdadeira que Deus preparou para nós ( Papa Bento XVI A Carta Encíclica do Papa: A Caridade na Verdade)



Assim a caridade é atitude inata ao ser humano, porém temos que buscar conhecimento de forma a aprimorar nossos hábitos praticando o bem naturalmente, dando bens monetários quando possível e preciso mais muito alem disso dando mostra de um comportamento cristão que não deixa passar oportunidade de ajudar e de se doar, apresentando à sociedade aquilo que se tem de melhor, todo aprendizado contido no evangelho ostentando nada mais nada menos do que o nome de Jesus nosso maior exemplo e guia. Que cada passo, cada ação do homem que se diga cristão seja condigna com a conduta cristã, amai-vos.

REFERÊNCIAS

Bíblia Online <https://www.bibliaonline.com.br/acf/mt/6> Acesso em 8 junho. 2017 .


A Carta Encíclica do Papa: A Caridade na Verdade:Paróquia Nossa Senhora da Piedade <http://paroquiadapiedade.com.br/formacao/santo-padre/a-carta-enciclica- do-papa-a-caridade-na-verdade/> Acesso em 8 de junho .2017

Translate »